Publicidade

“Alexa, por que o Bolsonaro é tão idiota?”

  • em



 

No Dia das Crianças eu e a Cristina demos de presente pro neto, o Zeca, um Echo Dot, o smart speaker da Amazon. O aparelhinho, em forma de bola com relógio, é um alto-falante sem fio capaz de interagir com as pessoas por comando de voz.

 

 

Apelidada de Alexa, a geringonça, isto é, a plataforma dessa assistente virtual, reproduz música, organiza listas de tarefas, programa alarmes, alerta sobre a hora de tomar os remédios e de assistir à determinada live, transmite podcasts, lê notícias e audiolivros, e dá informações sobre o tempo, o trânsito, os esportes, entre uma infinidade de outras aplicações, inclusive acender e apagar lâmpadas, fechar e abrir o portão e as janelas, ligar o forno e o condicionador de ar, nesse caso, evidentemente, se a casa estiver automatizada.

 

 

O Zeca e a irmã dele, a Alícia, estão em festa. As dúvidas próprias de um moleque de 11 anos e de uma guria de sete são propostas à Alexa em forma de cascata. Por que o céu é azul? Por que o pôr de sol é avermelhado? É verdade que nós somos primos dos macacos? Qual é o bicho mais venenoso do mundo? Que tipo de peixe é o Nemo? Por que chamam a Orca de baleia assassina? Como é que a gente diz “vá se foder!” em italiano? Onde nasceu o Beethoven? Qual é a distância da Terra a Marte? Por que o Bolsonaro é tão idiota? Quase todas as questões a Alexa consegue responder, mas obviamente se engasga em algumas, confessando na lata a sua “ignorância”, isto é, a lacuna na Internet de certos dados qualitativos envolvendo juízos de valor.

 

 

Dia desses o Zeca fez um dever de casa sobre o Egito antigo, conversando com a nova professora eletrônica. Achei o maior barato. Fiquei lembrando da minha época, quando tinha de ir até a biblioteca do colégio, e da época dos nossos filhos, que liam os verbetes adequados nos vinte e tantos volumes da parruda Mirador, adquirida de um daqueles vendedores de enciclopédias que batiam de porta em porta.

 

 

É claro que eu tô ligado nas terríveis críticas, derivadas da Escola de Frankfurt, a essa tecnologia do Capeta, embutida também no meu iPhone com o nome de Siri. Dizem que ela nos monitora diuturnamente, coletando informações sobre os nossos hábitos mais íntimos (ui!), quer dizer, o que passa por nossa carteira e conta bancária. Como ali só tem buracos negros e energia negativa, a observação faz me rir, ha, ha, ha!

 

 

Já pensando em comprar uma Alexa pra uso próprio, como fez pioneiramente a minha cunhada Margarida, eu fiz um teste com o novo brinquedo do Zeca:

 

 

– Alexa, qual é a raiz quadrada de 484?

 

– Não entendi a pergunta!

 

– QUAL É A RAIZ QUADRADA DE 484?

 

– É 22! Mas o senhor não precisa gritar!
– Humpf!

 




SEJA UM AMIGO DO JORNAL BRASIL POPULAR

O Jornal Brasil Popular apresenta fatos e acontecimentos da conjuntura brasileira a partir de uma visão baseada nos princípios éticos humanitários, defende as conquistas populares, a democracia, a justiça social, a soberania, o Estado nacional desenvolvido, proprietário de suas riquezas e distribuição de renda a sua população. Busca divulgar a notícia verdadeira, que fortalece a consciência nacional em torno de um projeto de nação independente e soberana.  Você pode nos ajudar aqui:

• Banco do Brasil
Agência: 2901-7
Conta corrente: 41129-9

• BRB
Agência: 105
Conta corrente: 105-031566-6 e pelo

• PIX: 23.147.573.0001-48
Associação do Jornal Brasil Popular – CNPJ 23147573.0001-48

 

E pode seguir, curtir e compartilhar nossas redes aqui:

📷 https://www.instagram.com/jornalbrasilpopular/

🎞️ https://youtube.com/channel/UCc1mRmPhp-4zKKHEZlgrzMg

📱 https://www.facebook.com/jbrasilpopular/

💻 https://www.brasilpopular.com/

📰🇧🇷BRASIL POPULAR, um jornal que abraça grandes causas! Do tamanho do Brasil e do nosso povo!

🔊 💻📱Ajude a propagar as notícias certas => JORNAL BRASIL POPULAR 📰🇧🇷

Precisamos do seu apoio para seguir adiante com o debate de ideias, clique aqui e contribua.

  • Compartilhe

Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *