Publicidade

AGU: dano causado por ato terrorista aos 3 Poderes deve passar de 18,5 milhões

  • em



Novo cálculo no prejuízo causado pelos atos golpistas de 8 de janeiro vai refletir no bloqueio de bens dos suspeitos de financiar a invasão

 

 

O prejuízo causado pelos atos violentos do dia 8 de janeiro pode passar dos R$ 18,5 milhões. A cifra do dano será atualizada no pedido de bloqueio de bens dos suspeitos de financiar a invasão da sede dos Três Poderes.

 

Essa nova estimativa do prejuízo foi apontada pelo advogado-geral da União, Jorge Messias, em café da manhã com jornalistas nesta quarta-feira (25/1).

“Os poderes estão internamente aprofundando seus estudos para recuperação de todo dano, e é muito possível que esse valor exceda os R$ 18,5 milhões”, afirmou Messias.

 

Inicialmente, o Congresso Nacional, o Supremo Tribunal Federal (STF) e o Palácio do Planalto apresentaram valores que totalizavam cerca de R$ 6,5 milhões de prejuízo. Esses montantes foram atualizados no dia 19 de janeiro e chegaram a R$ 18,5 milhões.

 

Messias disse ainda que, além desse aumento do cálculo do prejuízo, será calculado o dano imaterial, ou seja, o dano moral coletivo causado pela destruição da sede dos Três Poderes por manifestantes bolsonaristas que defendiam um golpe de estado.

 

Na última terça-feira (24/1), a AGU pediu o bloqueio das contas de mais de 40 envolvidos nos atos golpistas. O objetivo é assegurar que os bens dos acusados possam ser usados para ressarcir o patrimônio público em caso de posterior condenação definitiva.

 

Atos terroristas

 

Aos gritos de “faxina geral” e ao som do Hino Nacional, bolsonaristas ocuparam a Esplanada dos Ministérios, na tarde do dia 8 de janeiro, em protesto contra a vitória de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) nas eleições 2022.

 

Por volta das 14h40, extremistas invadiram o Congresso Nacional sob uma chuva de bombas de gás lacrimogênio. Em seguida, conseguiram passar pelas barricadas da Polícia Militar do Distrito Federal e entrar no Palácio do Planalto, sede da Presidência da República.

 

Vidraças, cadeiras e mesas dos prédios públicos foram quebradas. Funcionários do Congresso Nacional que estavam de plantão foram ameaçados.

 

O último alvo dos manifestantes extremistas foi o STF. O prédio do órgão do Judiciário teve o interior destruído.




SEJA UM AMIGO DO JORNAL BRASIL POPULAR

 

Jornal Brasil Popular apresenta fatos e acontecimentos da conjuntura brasileira a partir de uma visão baseada nos princípios éticos humanitários, defende as conquistas populares, a democracia, a justiça social, a soberania, o Estado nacional desenvolvido, proprietário de suas riquezas e distribuição de renda a sua população. Busca divulgar a notícia verdadeira, que fortalece a consciência nacional em torno de um projeto de nação independente e soberana.  Você pode nos ajudar aqui:

 

• Banco do Brasil
Agência: 2901-7
Conta corrente: 41129-9

• BRB

 

Agência: 105
Conta corrente: 105-031566-6 e pelo

• PIX: 23.147.573.0001-48
Associação do Jornal Brasil Popular – CNPJ 23147573.0001-48

 

E pode seguir, curtir e compartilhar nossas redes aqui:

📷 https://www.instagram.com/jornalbrasilpopular/

🎞️ https://youtube.com/channel/UCc1mRmPhp-4zKKHEZlgrzMg

📱 https://www.facebook.com/jbrasilpopular/

💻 https://www.brasilpopular.com/

📰🇧🇷BRASIL POPULAR, um jornal que abraça grandes causas! Do tamanho do Brasil e do nosso povo!

🔊 💻📱Ajude a propagar as notícias certas => JORNAL BRASIL POPULAR 📰🇧🇷

Precisamos do seu apoio para seguir adiante com o debate de ideias, clique aqui e contribua.

  • Compartilhe

Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *