Empresa Jacto diz que Takashi Nishimura, um dos acionistas e herdeiro do grupo, teria utilizado recursos próprios para bancar o transporte de manifestantes bolsonaristas que participaram das manifestações golpistas do dia 7 de setembro

Takashi Nishimura, um dos acionistas da fabricante de máquinas agrícolas jacto e um dos herdeiros do grupo, pagou o transporte de ônibus de manifestantes bolsonaristas que participaram das manifestações golpistas do dia 7 de setembro. Em nota, a empresa – que tem sede em Pompeia (SP, afirma que Nishimura, utilizou recursos próprios para financiar a viagem e que ele não possui participação na administração do grupo empresarial.

“A Jacto reforça mais uma vez que tem em seu código de conduta não apoiar candidatos ou partidos políticos de nenhuma corrente doutrinária, seja na esfera federal, estadual ou municipal”,disse a empresa no texto, de acordo com a coluna Painel, da Folha de S. Paulo.

O caso veio à tona após um vídeo mostrando bolsonaristas dentro de um ônibus recebendo dinheiro para participarem das manifestações em São Paulo ter sido publicado nas redes sociais.

Do 247