No fim da manhã desta terça-feira (10/8), a Associação Brasileira de Imprensa (ABI) divulgou nota de repúdio ao desfile militar fora de época e o espetáculo de autoritarismo do presidente Jair Bolsonaro (ex-PSL). Na nota, a ABI diz que “Bolsonaro faz das Forças Armadas um brinquedo particular”. Confira

 

 

Bolsonaro faz das Forças Armadas um brinquedo particular

 

Numa tentativa de intimidar os deputados para aprovarem a volta do voto impresso nas eleições, a sua atual obsessão autoritária, o presidente Jair Bolsonaro levou à Esplanada dos Ministérios um comboio com carros blindados. A justificativa estapafúrdia para o disparate foi a entrega ao presidente – pela caravana de tanques de guerra e veículos lança-mísseis! – de um convite para que assistisse a um exercício de manobras militares, realizadas desde 1988, sem nenhum exibicionismo bélico, depois de passar diante do Congresso e do Supremo Tribunal Federal.

 

É inaceitável que as Forças Armadas – instituições que devem ser preservadas – se deixem aviltar por Bolsonaro, que as trata como brinquedinho seu. Se a razão de aceitarem essa situação é o fato de receberem milhares de cargos no governo, fartas vantagens materiais e oportunidades de negócios para seus integrantes, perderão o respeito da sociedade.

 

É bom que os militares profissionais, honestos e bem-intencionados, pensem nisso.

 

A ABI, ao longo de seus 113 anos de existência, sempre esteve nas mais importantes lutas do povo. Foi assim nas batalhas pela democracia, na criação da Petrobrás, nos embates contra a ditadura, na campanha das Diretas Já e na defesa do impeachment de Collor.

 

Mantendo a coerência, hoje nossa instituição se soma a milhões de brasileiros e, com eles, diz em alto e bom som: “Fora Bolsonaro”.

 

 

Paulo Jeronimo, presidente da Associação Brasileira de Imprensa (ABI)