Um dia depois do Dia Nacional da Liberdade de Imprensa, comemorado no dia 7 de junto, a Associação Brasileira de Imprensa (ABI) divugou, na terça-feira (8), uma nota pública na qual denuncia e, ao mesmo tempo, indaga se a Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI), no Rio de Janeiro, age para intimidar jornalistas e comunicadores.

 

Confira a nota na íntegra:

Rio de Janeiro, 08 de Junho de 2021.

 

DRCI: um novo DOPS?

 

Mais uma vez, a Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI), do Estado do Rio de Janeiro, age com o objetivo de intimidar jornalistas e comunicadores. Agora, por conta de uma matéria sobre a violência letal da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core) da Polícia Civil, publicada pelo “The Intercept Brasil”, a DRCI intimou o editor-executivo do site, Leandro Demori.

 

A reincidência na perseguição a jornalistas comprova que a DRCI está atuando como uma delegacia de repressão política, nos moldes do famigerado DOPS da ditadura militar.

 

A Associação Brasileira de Imprensa (ABI) repudia esta ação da DRCI, que configura claramente uma tentativa de intimidar e censurar os jornalistas, e, além de carta de protesto ao governador Cláudio Castro, irá buscar instrumento jurídico para, efetivamente, defender o jornalista Leandro Demori deste atentado às liberdades de imprensa e de expressão.

 

Paulo Jeronimo
Presidente da ABI