Publicidade

“A Domadora de Bicicletas” é o espetáculo online da companhia Marmotagem & Cia para driblar a quarentena

  • em


Montagem da atriz Tina Carvalho leva diversão e irreverência ao encontro do público a bordo da Potranca Espacial, uma bicicleta super equipada e cheia de personalidade

 

Sem arena para apresentar sua arte, Marmota, palhaça vivida por Tina Carvalho, converte sua bicicleta em um circo itinerante particular que ganha a divertida alcunha de Potranca Espacial. Juntas, elas rodam livremente e são heroínas de aventuras que transformam praças e ruas em picadeiros.

 

Na garupa da Potranca, estão todos os elementos e objetos para um divertido e irreverente show de palhaçaria. E de cidade em cidade, como manda a tradição circense, as duas levam ao encontro do público números circenses e muita alegria.

 

A Domadora de Bicicletas nasceu em 2017, quando circulou por diferentes regiões do DF. O contato direto com o público, presente em locais de movimentação urbana como praças, feiras livres, centros comunitários, levou o espetáculo a ganhar o dinamismo necessário para manter a atenção da plateia.

 

Surgiu, com isso, a necessidade de desenvolver uma trilha sonora original. Assim, Tina convidou Samuel Mota, guitarrista da banda Muntchako, para criar seis faixas exclusivas. Luciano Porto, do Circo Teatro Udi Grudi, que também assina a direção do espetáculo, “turbinou” a bicicleta, que foi equipada com caixas de som com a assistência de Thiago Fanis.

 

De natureza colaborativa, a montagem e criação de A Domadora de Bicicletas contou, ainda, com a participação de diferentes artistas e companhias que compartilham da mesma linguagem cênica, a exemplo do diretor Luciano Porto, citado acima, e de Érika Mesquita, da Cia. Circo Rebote, como assistente de direção.

 

Com isso, nada mais natural que para esta nova temporada, que se inicia dia 23 de outubro (no YouTube), trupes, coletivos e artistas independentes de Brasília,  dividam o picadeiro virtual com Marmota e a Potranca Espacial. Eles e elas, representantes da arte e da cultura dos quatro cantos do DF, participam de bate-papos após cada apresentação. As sessões inovam ao trazerem trechos gravados e ao vivo.

 

A primeira transmissão contará com a participação do Coletivo da Cidade, da Estrutural, representado por Layla Maryzandra Costa Silva. A seguinte, no dia 24, tem a Escolinha de Wushu Tim Tchan Tchun, do mestre Carlos Alberto dos Santos, de Brazlândia. O planaltinense Matheus Maknae, da Trupe por um Fio, enriquece a sessão do dia 25.

 

As transmissões retornam no dia 30 de outubro, desta vez com a presença do Coletivo Instrumento de Ver, representando a cultura local da Vila Planalto. No 31, é a vez de Alessandra Vieira, a Madame Dolores, participar da live diretamente do Riacho Fundo I. E a temporada se encerra no domingo, 1º de novembro, com a Cooperativa 100 Dimensão, representada por Antônio de Paiva Costa, do Riacho Fundo II.

 

O espetáculo conta com o patrocínio do FAC – Fundo de Apoio à Cultura do Distrito Federal e celebra os 15 anos de trajetória da trupe Marmotagem & Cia., fundada por Tina Carvalho.

 

 

 

Serviço:

 

As sessões do espetáculo têm início às 18h no YouTube (youtube.com/marmotagemcia), gratuitamente e são seguidas de bate-papos

 

Dia 23/10: com Layla Maryzandra Costa Silva, do Coletivo da Cidade, da Estrutural

 

Dia 24/10: com o Mestre Carlos Alberto dos Santos, da Escolinha de Wushu Tim Tchan Tchun de Brazlândia

 

Dia 25/10: com Matheus Maknae, da Trupe por um Fio de Planaltina

 

Dia 30/10: com o Coletivo Instrumento de Ver, da Vila Planalto

 

Dia 31/10: com Alessandra Vieira, a Madame Dolores do Riacho Fundo I

 

Dia 1º/11: com Antônio de Paiva Costa, da Cooperativa 100 Dimensão do Riacho Fundo II

 

Classificação indicativa: Livre para todos os públicos

 

Informações: facebook.com/MarmotagemCia e instagram.com/marmotagemecia/

 

 

Doações espontâneas podem ser realizadas por meio de campanha no site Vakinha em vakinha.com.br/vaquinha/bicicleta-cenario-da-marmotagem-cia-de-teatro-furtada. O objetivo é custear parte do cenário que foi furtada antes do início da temporada.

 

 

Ficha técnica:

 

Coordenação e interpretação: Tina Carvalho

Direção e cenografia: Luciano Porto

Assistência de direção: Érika Mesquita

Coordenação de produção: Artur Cavalcante

Produção executiva: Thiago de Barros

Trilha sonora: Samuel Mota

Design gráfico e redes sociais: Mica Design & Cultura

Assessoria de imprensa: Rodrigo Machado

Fotos de divulgação: Paula Carrubba

Direção de fotografia: Marisa Mendonça

1º Assistente de câmera: Rafael Ribeiro Gontijo

Som direto: Sandro Vilanova

Assistente de produção: Fabi Pedreira

Maquiagem: Julia Gunesch

Técnico de transmissão: Caê Maia

  • Compartilhe