Publicidade

“3 Refeições” está na seleção oficial do 13º Los Angeles Brazilian Film Festival

  • em


Filme de Maria Maia é um registro documental sobre a Fome e faz parte da Mostra Competitiva de longas-metragens do Festival que acontece online de 21 a 25 de outubro na plataforma Filmocracy

 

Foto: Maria Maia

 

O filme 3 Refeições, de Maria Maia, é o registro documental da ruptura de fronteiras sociais e econômicas de 36 milhões de miseráveis brasileiros. Gente que saiu da extrema pobreza e ascendeu a um inédito cotidiano de dignidade cidadã.

 

Guiado através das figuras de Antônio Conselheiro e Luiz Inácio Lula da Silva, o documentário parte da “Caravana da Cidadania Contra a Fome – Viagem ao Brasil Real”, realizada em 1993, quando o ex presidente refez a viagem feita na infância, saindo de Garanhuns e chegando a São Paulo.

 

O longa foi filmado em Monte Santo e Canudos, mesma região que Euclides da Cunha visitou e descreveu em Os Sertões e onde Glauber Rocha filmou Deus e o Diabo na Terra do Sol.

 

Com imagens históricas, o filme mostra Lula nos comícios com o povo e em conversas ao pé do ouvido, onde ele, segundo a diretora, escutava as demandas do sertão.

 

3 Refeições percorre ainda a década de políticas públicas contra a fome no país, a partir de 2003, entrevistando personalidades que sobressaíram nessa luta, entre eles João Pedro Stédile, Patrus Ananias, Tereza Campello, Maria Laura, Tereza Cruvinel, Maria Coeli, Samuel Pinheiro Guimarães e Concita Maia.

 

 

Mais informações sobre o filme no https://www.facebook.com/3refeicoes

 

Sobre a diretora Maria Maia

 

Maria Maia é uma cineasta brasiliense nascida no Acre, graduada em Sociologia e Antropologia e mestre em Comunicação Social pela Universidade de Brasília (UnB), onde defendeu a dissertação Escritura Fílmica: Dramaturgia do Enredo e Dramaturgia da Forma, sobre o processo de criação da linguagem cinematográfica. Poeta e escritora, publicou poemas em antologias, jornais e revistas; publicou os livros Desejante (2018) e Quase toda poesia (2019); e o ensaio Villa-Lobos pelo Mundo toca a Alma Brasileira.

 

Como cineasta, realizou 63 filmes, entre curtas, médias e longas, tendo trabalhado 20 anos como roteirista e diretora de filmes na TV Senado, onde produziu títulos de grande importância e sobre personagens da grandeza de Claude Lévi-Strauss, Candido Portinari, Glauber Rocha, Darcy Ribeiro, Chico Mendes entre outros.

 

Também produziu filmes independentes, como os curtas Inferno e paixão; Espelhos Abomináveis; Reservas Extrativistas na Amazônia; Deuses no Juruá (em co-direção com Rogério Sganzerla); e os longas 3 Refeições e Sonia e Lygia, sobre as irmãs multiartistas Sonia Lins e Lygia Clark, em processo de lançamento. Ao longo de sua trajetória no cinema, teve filmes exibidos em mostras e festivais no Brasil, Londres, Paris, Capbreton (França), Milão, Buenos Aires e Atenas.

 

Sobre o Festival

 

Considerado o festival de cinema brasileiro de maior prestígio no exterior, o Los Angeles Brazilian Film Festival (LABRFF) foi fundado em 2008, tornando-se uma vitrine para as produções brasileiras em Hollywood. O festival já exibiu mais de 800 títulos, premiou mais de 300 profissionais do cinema e contribuiu para a realização de longas metragens no Brasil em parceria com os Estados Unidos, além de ter colaborado para o licenciamento de diversos títulos brasileiros para majors de distribuição americana. Veja a programação completa no site do LABRFF 2020, https://labrff.com/, e faça sua inscrição para assistir todos os filmes na plataforma https://filmocracy.com, no período de 21 a 29 de outubro.  

 

  • Compartilhe