Publicidade

Bélgica detecta primeiro caso de nova variante descoberta na África do Sul

  • em



A Organização Mundial de Saúde (OMS), agência da Organização das Nações Unidas (ONU), apelidou a nova variante do coronavírus, detectada pela primeira vez na África do Sul, como “Ômicron”, 15ª letra do alfabeto grego, nesta sexta-feira (26).

 

 

Informações da Rádio França Internacional (rfI) dão conta de que essa variante foi considerada “preocupante” pela agência da ONU e com “alto potencial de contágio”. Um caso da nova variante foi identificado na Bélgica em um turista que voltava do Egito, passando pela Turquia.

 

 

A variante B1.1.529, ou “Ômicron”, foi detectada na África do Sul há 2 dias. Sua principal característica é o alto número de mutações que carrega.

 

O professor brasileiro Túlio de Oliveira, um dos pesquisadores, ainda desconhece o impacto que essas mutações possam ter. Algumas mutações já são conhecidas, e ele teme que essa variante se mostre “mais contagiosa e mais bem equipada para enganar as defesas imunológicas do corpo humano”.

 

 

A nova variante tem pelo menos 32 mutações na proteína Spike, a parte que se liga às células de nosso corpo –  30 a mais do que a altamente contagiosa variante Delta.

 

 

Mas, até agora, apenas algumas dezenas de casos haviam sido descobertos na África do Sul, Botswana, um em Hong Kong e um em Israel, cada vez em viajantes vindos do sul da África. Tudo mudou na tarde desta sexta-feira (26) quando um primeiro caso da “Ômicron” foi detectado na Europa, mais especificamente na Bélgica.

 

 

Nova variante na Bélgica

 

 

A situação mudou quando a Bélgica anunciou ter detectado um primeiro caso da B.1.1.529 identificado no seu território, proveniente do Egito. “Temos um caso já confirmado desta variante e é de alguém que veio de fora. A pessoa testou positivo em 22 de novembro e ainda não tinha sido vacinada”, declarou o ministro da Saúde belga, Frank Vandenbroucke, durante entrevista coletiva.

 

 

O caso foi identificado após os resultados de um teste de PCR realizado na última segunda-feira em uma paciente belga. A amostra foi analisada pelo centro hospitalar universitário de Louvain; a jovem tinha carga viral bastante elevada no momento do diagnóstico.

 

 

Segundo o correspondente da RFI em Bruxelas, Pierre Benazet, trata-se de uma turista que voltou do Egito via Turquia no dia 11 de novembro. Ela não tinha nenhuma ligação com o sul da África e desenvolveu sintomas leves de gripe dez dias depois. Ocupantes de sua casa estão assintomáticos, mas serão testados.

 

 

Previsões “pessimistas”

 

 

As autoridades belgas anunciaram nesta sexta-feira novas medidas restritivas para lidar com a quinta vaga da pandemia. A Bélgica já havia estimado esta semana que o aumento de hospitalizações e contaminações seria superior às previsões “mais pessimistas”.

 

 

Duas horas antes deste anúncio da Bélgica, a Comissão Europeia recomendou aos 27 países da União Europeia que ativassem a medida apelidada de “bloqueio de emergência” para suspender a chegada de todos os aviões da África Austral.

 

 

 

Desde o início da epidemia, diferentes novas variantes surgiram e o temor é sempre que estas reduzam a eficácia das vacinas. A variante Ômicron parece radicalmente diferente da cepa detectada originalmente em Wuhan, que serviu de base para o design das vacinas.

 

 

 

Os preços do petróleo e as bolsas de valores estavam em queda livre na noite desta sexta-feira, despencando 10% em relação ao fechamento do dia anterior, em razão dos possíveis impactos da descoberta da nova variante.

 




 

 

SEJA UM AMIGO DO JORNAL BRASIL POPULAR

 

O Jornal Brasil Popular apresenta fatos e acontecimentos da conjuntura brasileira a partir de uma visão baseada nos princípios éticos humanitários, defende as conquistas populares, a democracia, a justiça social, a soberania, o Estado nacional desenvolvido, proprietário de suas riquezas e distribuição de renda a sua população. Busca divulgar a notícia verdadeira, que fortalece a consciência nacional em torno de um projeto de nação independente e soberana.  Você pode nos ajudar aqui:

 

• Banco do Brasil
Agência: 2901-7
Conta corrente: 41129-9

• BRB
Agência: 105
Conta corrente: 105-031566-6 e pelo

• PIX: 23.147.573.0001-48
Associação do Jornal Brasil Popular – CNPJ 23147573.0001-48

 

E pode seguir, curtir e compartilhar nossas redes aqui:

📷 https://www.instagram.com/jornalbrasilpopular/

🎞️ https://youtube.com/channel/UCc1mRmPhp-4zKKHEZlgrzMg

📱 https://www.facebook.com/jbrasilpopular/

💻 https://www.brasilpopular.com/

📰🇧🇷BRASIL POPULAR, um jornal que abraça grandes causas! Do tamanho do Brasil e do nosso povo!

🔊 💻📱Ajude a propagar as notícias certas => JORNAL BRASIL POPULAR 📰🇧🇷

Precisamos do seu apoio para seguir adiante com o debate de ideias, clique aqui e contribua.

  • Compartilhe

Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *